Aprendizagem baseada em jogos vs Gamificação: qual é a diferença?

Todo aquele que estiver próximo ao universo da educação e aprendizagem digital já deve ter ouvido falar dos termos “Aprendizagem baseada em jogos” e “Gamificação”. Há uma quantidade enorme de pessoas que confundem os termos e não têm muita clareza do que realmente significam. Alguns pensam que se trata da mesma coisa, mas não é.

Ambos compartilham de algumas características, mas há diferenças distintas. É importante para qualquer um que esteja envolvido com o desenvolvimento de cursos saber bem a diferença. Vamos lá?

Definições:

Antes de entrar na definição dos atributos, vamos ver o que significa cada um.

Gamificação é definida como a prática de adicionar elementos de jogos em situações que não são jogos. A ideia é pegar algo que não é normalmente um jogo e dar elementos de jogo. Incentivos, recompensas e níveis são exemplos de gamificação.

Aprendizagem baseada em jogos utiliza jogos reais para melhorar a experiência de aprendizagem. Os jogos podem ser uma parte menor de um programa maior de gamificação. Imagine um jogo de aprendizagem onde o aluno assume um papel na narrativa do jogo e vai aprendendo sobre história e geografia.

É importante dar uma olhada em profundidade nos elementos de cada um.

Gamificação

Uma forma de olhar a gamificação é que esta técnica é a base para toda a estrutura de um programa de aprendizagem. Trata-se de um processo abrangente, não apenas um evento isolado.

Outras características da Gamificação:

– Normalmente envolve emblemas, prêmios e conquistas.

– Leva tempo para perceber os efeitos e benefícios.

– Trata-se de ter uma plataforma que suporte o programa de aprendizagem assignando pontos por tarefas estabelecidas, contabilizando o alcance de missões, calcule rankings entre outras atividades de forma automática. Há uma “inteligência” por trás da plataforma para que as técnicas de gamificação funcionem.

Aprendizagem baseada em jogos

Embora possa ser utilizada frequentemente como parte de um programa de aprendizagem, é uma série de eventos no tempo. O jogo em si é um objeto de aprendizagem.  Veja os elementos da Aprendizagem baseada em jogos:

– Cada jogo tem um objetivo de aprendizagem específico.

– O aprendizado ocorre durante o gameplay.

– Incentiva a solução de problemas e habilidades de pensamento críticas.

– Pode incluir simulações.

– Espera-se que o conhecimento obtido será usado no mundo real.

Desenvolvimento do curso e-learning

Agora que você sabe quais são as diferenças, vamos explorar como impactam no desenvolvimento de um e-learning.

– Lembre-se do fator diversão. Quando uma atividade é divertida, os alunos  se engajam e o aprendizado real acontece.

– Mantenha o foco no aluno. O objetivo dos alunos é alcançar suas metas de aprendizagem.

– Ofereça conteúdo relevante. Manter o foco em cenários do mundo real vai garantir que o jogo seja útil.

– Um bom design é a chave. Toda a experiência pode falhar se não tiver um design sólido como base.

 

Os objetivos são os mesmos

Tanto a gamificação como a aprendizagem baseada em jogos são um esforço pelo mesmo objetivo: o engajamento dos alunos. Há uma sobreposição de intenções na mesa. A força orientadora que está por trás das duas é proporcionar uma experiência de aprendizagem que seja relevante e bem-sucedida para o aluno.

Isto é verdade, se estiverem no contexto dos estudantes numa escola ou dos colaboradores em um programa de aprendizagem corporativa. Engajados, alunos interessados são alunos de sucesso que atingem os objetivos estabelecidos, bem como os objetivos se tornam uma motivação para eles.

Entre em contato com a Ilog Tecnologia e conheça o módulo de gamificação do LMS Konviva. Saiba como a gamificação e a aprendizagem baseada em jogos pode incrementar as habilidades dos colaboradores, aumentar a produtividade e a lucratividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *